San Diegirls

O Blog Mágico de San Diego

Blog

Pegando Fogo

Posted by San Diegirls on January 29, 2010 at 11:16 PM

Título: Pegando Fogo

Autor(a): Meg Cabot

Editora: Galera Record

Número de Páginas: 304

 

Katie Ellison é uma mentirosa de mão cheia. Talvez ela não seja daquelas que inventam grandes histórias sobre si mesma, com príncipes se apaixonando por ela, e uma herança ganha de um parente distante. Mas sempre usa suas mentirinhas brancas para agradar todos à volta. Entretanto, a volta de um misterioso ( e lindo) Tommy Sullivan pode virar de cabeça para baixo o mundo de Katie.
Katie é popular. Por associação, tudo bem, mas ainda assim é popular. Sua melhor amiga é Sidney van de Hoff, a garota mais popular da escola, e seu namorado é Seth, atacante do famoso time de futebol americano Quahog. Além de, claro, de vez em quando se encontrar com Eric Flutely, com quem trai o namorado. 
Katie tem uma vida considerada por muitos perfeita. Tem as melhores notas da sala, todos parecem gostar muito dela, e ainda por cima, concorre ao título de Princesa Quahog (um tipo de molusco), apesar de não apreciar muito essa iguaria. E tem uma paixão genuína por fotografia.
Entretanto, quando um antigo amigo retorna à cidade que uma vez o expulsou, Katie fica apreensiva. Tommy Sullivan reaparece mais alto, mais forte, mais lindo (!!!) e menos geek. As meninas do colégio, não reconhecendo-o, caem de amores, mas Katie sabe muito bem quem se esconde por trás da aparência de “gato mais gato de todos os gatos”. Tommy é uma mancha no passado de Katie, e ela teme que Tommy esteja de volta apenas para se vingar. Ainda assim, Katie não consegue não se apaixonar por Tommy.


Ok, agora o que eu realmente achei do livro: uma droga. De verdade. Meg, você é um amor, mas esse livro.. esse livro! Jura? Quer dizer, enredo previsível tudo bem, porque, falemos a verdade, quando escreve livros teens (e muitos young adults) Meg se utiliza dos mesmos moldes pra contruir suas personagens. Se tirarmos alguns detalhes, veremos também que o enredo principal tende a se repetir em seus livros, e os finais, bem, desculpem Meg lovers, mas é meio cliché.
Mas tudo bem até aí, porque geralmente os livros de Cabot são divertidos, o que faz valer a pena comprá-los. Ela é conhecida por se dedicar a uma literatura descompromissada, livre, feminina, leve e engraçada. Coisas bem mulherzinha, como uma amiga diria.
Só que “Pegando Fogo” beira os limites aceitáveis de “lugar-comum” que um livro pode ter. As personagens são fracas, sem personalidade. O enredo é sem graça, e passa a impressão de que foi retirado de um filme ruim de cheerleaders dos anos 90. E honestamente não sei quem me dá mais nos nervos, Ever de “Para Sempre” (Noël Allison) ou Katie de “Pegando Fogo”. Não porque ela traía o namorado com o cara mais sem graça e insensível da face da terra. Não porque sua amiga, apesar de leal, era o pior exemplo da feminilidade das meninas de 16 anos. Mas porque Katie Ellison é o exemplo de supressão da personalidade por simples pressão social. Desculpa, Meg, mas dessa vez eu não perdoo. 

 

 

Resenha por Gabriela Gani


Categories: Galera Record, Meg Cabot

Post a Comment

Oops!

Oops, you forgot something.

Oops!

The words you entered did not match the given text. Please try again.

Already a member? Sign In

0 Comments

Categories