San Diegirls

O Blog Mágico de San Diego

Blog

Leaving Paradise

Posted by San Diegirls on October 1, 2010 at 8:12 AM Comments comments (1)



Título: Leaving Paradise

Autor(a): Simone Elkeles

Editora: Flux (no Brasil, a Underworld é option publisher da Simone!)

Número de páginas: 312 (paperback)

 

 


Na pequena cidade de Paradise, onde todos se conhecem, nada foi o mesmo depois que Caleb Becker saiu bêbado de uma festa e atropelou Maggie Armstrong. Caleb foi preso, e Maggie, apesar de várias cirurgias e fisioterapia, continua mancando. Depois de um ano, Caleb é libertado e volta para casa, mas às vezes deseja nunca ter voltado. Seus pais, antigos amigos e a ex-namorada agem como estranhos, e sua irmã mudou completamente. Caleb e Maggie são excluídos, ele por ser “criminoso” e ela por ser “estranha”; e isso acaba unindo-os.




 

 

Só pra deixar avisado: sim, a história é meio previsível. Isso de eles-deviam-se-odiar-mas-acabam-se-apaixonando sempre é. A questão é como o(a) autor(a) faz isso. No caso de Leaving Paradise, quando se considera o passado dos dois personagens, e o modo como ambos são considerados excluídos da sociedade (ainda que por motivos diferentes), esse desfecho parece natural.

 

O livro é contado alternando-se o ponto de vista de Maggie e Caleb, o que dá ao leitor uma compreensão mais completa de tudo que acontece, o que cada um tem que enfrentar diariamente, e o que realmente cada um pensa e sente. E com isso, também conseguimos conhecer bem os dois personagens principais, que são razoavelmente complexos. Maggie deixa que o problema de sua perna governe sua vida, se escondendo das outras pessoas, tentando sair de Paradise porque realmente acredita que isso é o que vai fazer com que sua vida volte ao normal. Caleb, por outro lado, tem que lidar com o oposto – tendo acabado de voltar para a cidade, ele tem que se reacostumar à sua antiga vida, se é que ela ainda existe; e também ao contrário de Maggie, o instinto dele é ficar e enfrentar os problemas de frente, e não fugir deles.

 

A leitura é bem rápida (eu li ele e a sequência, Return to Paradise, em um dia), emocionante e envolvente. Vale a leitura.


Resenha por Ana Carla

 

p.s. E num comentário não-relacionado, esse é o post número 100 do San Diegirls! \o/

 


Categories