San Diegirls

O Blog Mágico de San Diego

Blog

Derby Girl

Posted by San Diegirls on December 25, 2009 at 11:45 AM Comments comments (0)


Título: Derby Girl

Autor(a): Shauna Cross

Editora: Galera Record
Nº de páginas: 240
Conheça Bliss Cavendar, uma adolescente inconformada, um tanto quanto rebelde e muito, mas muito irônica. Seu nome já diz tudo: bliss significa felicidade plena, algo que definitivamente não está presente na vida da nossa protagonista. Com o melhor humor negro de chick-lit que eu já vi (ou li, tanto faz...), Bliss vai nos levar ao excêntrico e maravilhoso mundo do Roller Derby – esporte radical envolvendo patins, garotas revolucionárias e algumas pancadas.


Cansada da vidinha medíocre e pacata de Bodeen, Texas, Bliss descobre o roller derby na cidade vizinha, Austin, e é amor à primeira vista. Além da distância e do fato de que, para estar em um time, ela precisa ter mais de dezoito anos, Bliss tem outro grande problema: Brooke, a mãe que ela acredita (ou espera) não ser biológica. Brooke, outrora rainha de concursos de beleza, agora pretende dar continuidade ao seu sonho juvenil através da filha. Porém, a última coisa que interessa à Bliss é se render ao sistema e participar de concursos de beleza. Não, tudo o que ela quer é poder curtir com sua melhor amiga nerd-aspirante-a-pin-up Pash, e juntas acharem rapazes alternativos, com bom gosto musical e que não gostem de nenhum esporte.


Com muita criatividade (e mentiras), Bliss vai ter os dias mais emocionantes e significativos de sua vida com suas companheiras de roller derby, vai encontrar o cara dos seus sonhos e viver um romance inesquecível. Mas, em meio a tudo isso, ela também vai aprender que com dezesseis anos, ao contrário do que a maioria dos adolescentes acham, não se sabe tudo, e que amar implica sacrificar-se.

 


 

Derby Girl é o tipo de chick-lit que eu recomendaria para todas as minhas amigas, primas e qualquer pessoa a quem eu queira bem. É tão indescritivelmente legal e cheio de referências culturais boas que a vontade que dá é de não deixar que qualquer um leia. Sabe como é?


O começo do livro é muito divertido e lembra muito um livro qualquer da Meg Cabot, o que me deixou com um pé atrás. Veja bem, adoro os livros da Meg, são muito divertidos, fáceis de ler, ótimo passatempo – mas só isso (deixemos Meg para um outro post, ok?). Mas aí, com o virar das páginas, você vai vendo que a história não é tão lugar-comum assim: trata-se, na verdade, de uma crítica aos clichês do american way of life usando esses próprios clichês.


Temos Pash, a aspirante a médica nerd totalmente estranha que é alma gêmea no plano da amizade de Bliss; temos os habitantes de Bodeen, pessoas tão conformistas e padronizadas que Bliss prefere ignorar; temos Malice No País das Maravilhas, patinadora, melhor amiga, irmã mais velha e o que mais você precisar; Oliver, baixista, compositor, magricelo, algo entre o emo e o indie e absurdamente fofo (também conhecido como SS – lendo o livro, você vai entender); temos o Homem-Pássaro (colega de trabalho dork), Helen (velhinha rebelde), Dinah (uma líder de torcida típica, se não fosse patinadora de roller derby) e tantos outros personagens que deixam o livro mais engraçado e interessante ainda. E cada um desses personagens tinha tudo para ser só mais uma cópia de outro chick-lit, mas cada um deles tem características que os fazem únicos.


Eu li o livro em cerca de 8h (com intervalos para comer, ir ao banheiro e assistir a uma aula), o que quer dizer muita coisa. Se eu não consigo colocar um livro de lado nem para dormir depois do almoço (a sagrada sesta), ele é realmente bom!


Se você gosta de humor negro, indie rock ou outras vertentes do rock não tão conhecidas, apóia os brechós e gosta de garotas de atitude, vá ler Derby Girl AGORA! Claro, acrescente aí uma boa dose de romance, amizade verdadeira e algumas lições familiares que qualquer rebelde precisa saber.


Para saber mais sobre Roller Derby, clica aqui, amiga.


OBS: O filme (Whipt It!) foi adaptado para o cinema pela Drew Barrymore e teve sua estréia em outubro de 2009, nos EUA. O elenco conta com a própria Drew Barrymore, Ellen Page (Juno), Juliette Lewis e outros nomes de peso. Ainda sem data definida para estréia no Brasil.


You need Adobe Flash Player to view this content.


Resenha por Isadora C.


 

 


Categories