San Diegirls

O Blog Mágico de San Diego

Blog

Para Gostar De... Doctor Who

Posted by San Diegirls on November 3, 2010 at 10:35 AM

 

Continuando a nossa coluna, hoje vou falar de um seriado que consegue ser clássico e atual ao mesmo tempo: Doctor Who. E alimentar mais um pouco a minha obsessão (Ana Carla)

 



O que é?


Seriado da BBC Britânica que foi ao ar pela primeira vez em 1963 (daí o 'clássico'). Já é parte da cultura britânica e a maioria da população cresceu assistindo a série, que, basicamente, envolve viagens temporais. Em 1989, entrou em um hiato de 15 anos, sendo resgatada em 2005 pela emissora (isso é o que chamam de 'série atual'; a clássica é a de 1963 – 1989), e desde então vem fazendo cada vez mais sucesso.

 

 


Sobre o Doctor:

 

Em tempo: o nome do personagem principal é Doctor; pra ninguém ficar pensando que o nome dele é realmente Who. Ele é um Time Lord (Senhor do Tempo), a espécie nativa de Gallifrey, ou seja, um alien. “Mas ele parece humano”, você diria. Ele diria que nós parecemos Time Lord. Ele consegue ser jovem e velho ao mesmo tempo, pois apesar da sua aparência e maneira de agir, tem mais de 900 anos e sabedoria correspondente à idade.

 

Daí você pode perguntar, “mas se a série existe desde a década de 60, como pode ser o mesmo personagem principal? O ator não quer sair, envelheceu, ou quem sabe morreu?” E essa é provavelmente a maior sacada da BBC em Doctor Who: quando um Time Lord está prestes a morrer, ele regenera. É uma forma que eles têm de driblar a morte por um tempo indefinido, e uma maneira de manter a série mesmo que o ator principal queira sair. O Doctor se machuca, PUF, regenera, e passa a ser outro ator. Matt Smith é o décimo primeiro ator a fazer o papel, e William Hartnell foi o primeiro.

 

Na série atual (a única que assisti realmente até agora, vi pouco da clássica), ele é o último dos Time Lords e viaja pelo espaço-tempo na sua TARDIS – Time and Relative Dimension In Space (Tempo e dimensão relativa no espaço).


 

Por que assistir?

 

No começo pode parecer muita viagem, ou sem graça. Um cara estranho viajando sozinho pelo espaço? Bom, ele não fica sozinho o tempo inteiro. Geralmente, ele é acompanhado por uma humana, que evita que o Doctor se esqueça do seu lado humano e é a personagem que representa os telespectadores na série.

 

Além disso, VIAGENS NO TEMPO. Pronto. O sonho maior de metade das pessoas por aí. A série é inteligente, brinca constantemente com os paradoxos temporais, e tem muito do humor característico dos ingleses. Os roteiros são muito bem escritos, o que compensa os efeitos especiais que não são tão bons.

 

E os monstros do seriado também merecem destaque, em especial os Daleks (esses robôzinhos da imagem aí em cima, que geralmente falam EXTERMINATE com sua voz metálica), os Cybermen, Vashta Nerada e os Weeping Angels (Anjos Chorões ou algo assim). Sempre que aparecem, você sabe que será um bom episódio.

 

Abaixo, um vídeo do primeiro episódio, de 1963:


You need Adobe Flash Player to view this content.


 

 

E, para comparar, uma promo da quinta temporada da série atual:


You need Adobe Flash Player to view this content.


 

 

Em resumo, é uma série viciante. Eu poderia escrever bem mais sobre ela, mas talvez começasse a soltar spoilers! Para saber mais, você pode acessar o Universo Who (em português) ou o Blogtor Who (em inglês).

 

 

E se algum fã estiver lendo isso e quiser falar sobre DW (ou se você não é fã, mas quer assistir a série), fique à vontade e deixe um comentário ou mande um e-mail!



 


Categories: Para gostar de...

Post a Comment

Oops!

Oops, you forgot something.

Oops!

The words you entered did not match the given text. Please try again.

Already a member? Sign In

3 Comments

Reply Lola
8:36 PM on January 16, 2011 
Nossa Matt Ú de longe o meu Doctor preferido, ele tem um charme muito proprio

e fica todo mundo cultuando o Ten
Reply San Diegirls
5:19 PM on January 16, 2011 
Eu tambÚm amo a Amy, e o Matt Ú meu Doctor preferido
Reply Lola
3:50 PM on January 16, 2011 
Eu realmente amo Doctor Who, acho uma tristeza que tŃo poucas pessoas conhešam e tantas outras tenha preconceito.

Adoro a Amy por sinal

Categories

O site magico de San Diego


banner

MyFreeCopyright.com Registered & Protected

Parcerias

Site Parceiro

O que Ana anda lendo


O que Gani anda lendo


O que Isa anda lendo

Apoiamos!

Desafio Nacional

 


Photobucket




Twitter


Orkut


Subscribe To Our Site